QUEM SOMOS

Aprender nos torna capazes de compreender a nossa história, o funcionamento de todos os seres vivos, as leis que regem o universo e os diferentes pontos de vista passíveis de existir nos diferentes lugares da terra. Porque aprendemos, somos capazes de nos comunicar através das palavras e dos números e podemos gerar novos conhecimentos, soluções, poemas, invenções e obras de arte. Esse processo necessita de um arcabouço biológico que matura e se conecta a partir de informações genéticas somadas a interação com o ambiente, principalmente ao longo da infância e da adolescência. Isso nos torna capazes de desenvolver processos cognitivos cada vez mais complexos, o que nos deixa aptos a aprender na escola e fora dela. Se essas conexões são passíveis de serem adquiridas, o que leva um estudante a apresentar dificuldades de aprendizagem?

A Pesquisa de Ponta em Psicologia e Neurociência tem se debruçado há bastante tempo para responder a essa pergunta. Hoje se tem evidências sobre como se dá o funcionamento cognitivo e quais fatores individuais e ambientais podem interferir nesse processo. Dentre essas pesquisas, há as que verificam a efetividade de práticas de prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento de crianças e adolescentes. Hoje, se entende que a escola tem o papel fundamental de executar práticas baseadas em evidências que objetivam à prevenção, identificação, encaminhamento e manejo, enquanto os clínicos atuam na avaliação, diagnóstico e tratamento de dificuldades e transtornos de aprendizagem.

Nesse sentido, A Semear Psicologia e Neurociência é uma empresa localizada em Porto Alegre que oferece Projetos para Escolas, Atendimento Clínico e Formação Continuada com o objetivo de implementar Práticas Baseadas em Evidências de Prevenção, Avaliação, Diagnóstico e Tratamento de Dificuldades e Transtornos de Aprendizagem.

Francéia Liedtke

De uma família de professores, Francéia sempre acreditou na transformação das pessoas por intermédio da educação. Inspirada no pai, professor de matemática, física e química, finalizou o ensino médio no Colégio Tiradentes da Brigada Militar e começou a oferecer reforço escolar para estudantes com dificuldades de aprendizagem.

Curiosa por natureza, quando chegou a hora de escolher uma profissão, optou por um curso em que pudesse “entender o mundo fascinante da neurociência, do desenvolvimento humano  e da aprendizagem”. Cursou Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e, desde o início das atividades universitárias, focou as suas atenções na neuropsicologia, trabalhando em pesquisa, monitoria e extensão.

Formada em 2010,  atende crianças e adolescentes em consultório, sendo expertise em Avaliação e Terapia de crianças, adolescentes e adultos jovens  com Dificuldade e/ou Transtorno de Aprendizagem. Depois de oito anos de atuação na área clínica, retornou em 2018 à Academia para realizar Mestrado em Psicologia, na UFRGS, e hoje é integrante do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (NEUROCOG). Como pesquisadora, estuda os processos de aprendizagem sob o olhar epistemológico da neuropsicologia cognitiva.

Durante toda sua trajetória profissional, sempre se inquietou ao perceber o grande número de pais, adolescentes e crianças em sofrimento que chegavam para ser atendidos com questões que poderiam ter sido amenizadas, caso fossem realizadas intervenções precoces. Até hoje é movida pela esperança de que criar uma rede de profissionais capacitados para trocar experiências e lidar com esses problemas seria um caminho possível para mudar essa realidade. Foi a partir daí que surgiu a ideia da SEMEAR.

Patrícia Hopf

Formada em Farmácia pela UFRGS e com mais de 20 anos de experiência na área, Patricia sempre manteve o sonho de desenvolver um trabalho clínico, que a colocasse mais perto dos pacientes. O desejo de ajudar pessoas e famílias a fez tomar outro caminho e atualmente cursa os últimos semestres de Psicologia na PUCRS.

Patrícia é mãe de dois filhos, sendo que a mais jovem, que atualmente é adolescente, tem dislexia. O tortuoso caminho até chegar ao correto diagnóstico da filha, que ocorreu apenas aos 13 anos, apesar de a família ter procurado ajuda desde os 8, gerou uma série de prejuízos que certamente teriam sido minimizados caso o diagnóstico tivesse sido feito mais precocemente.

A união da experiência como mãe e o fato de estar cursando psicologia, a levou a traçar um novo objetivo: ajudar outras crianças e adolescentes que tiverem dificuldades a ter um caminho para a resolução de suas questões mais facilitado, contribuindo para a diminuição do sofrimento e possibilitando um desenvolvimento saudável.

Patrícia acredita que investir no projeto da SEMEAR possibilitará a troca de valiosas informações e a conexão entre as pessoas que fazem parte da vida das crianças e adolescentes, possibilitando uma mudança significativa na vida de muitas pessoas.

VÍDEOS INSTITUCIONAIS

Vídeo Institucional Semear Psicologia e Neurociência

Nosso vídeo Institucional

Publicado por Semear: Psicologia e Neurociência em Domingo, 2 de setembro de 2018
LANÇAMENTO DA SEMEAR

No dia 11 de julho de 2018, a SEMEAR PSICOLOGIA E NEUROCIÊNCIA foi lançada. Nesse evento, tivemos o grande privilégio de trazer duas referências da pesquisa em neurociência: Prof. Dr. Augusto Buchweitz e a Prof Dra Jerusa Salles, que conversaram conosco sobre NEUROCIÊNCIA E EDUCAÇÃO: AVANÇOS E DESAFIOS. Esse vídeo traz um pouquinho do que foi esse evento lindo em que belas sementes foram plantadas.@Conta Pra Mim Filmes

Publicado por Semear: Psicologia e Neurociência em Terça-feira, 24 de julho de 2018