Avaliação Psiquiátrica

Avaliação psiquiátrica consiste em uma ou mais entrevistas com paciente e/ou seus responsáveis visando o diagnóstico de doença, síndrome ou espectro. Muitas vezes, os pacientes são encaminhados por psicólogos ou outras especialidades médicas para o psiquiatra. Ainda há alguma resistência da sociedade para tal avaliação, principalmente quando o problema está nas crianças. Entretanto, sabe-se que há diversas motivações para se buscar ajuda de um profissional da psiquiatria, sendo que, quando se trata de crianças, na maior parte dos casos, os sintomas giram em torno de atitudes e comportamentos inadequados na escola, ou, até mesmo, a dificuldade no aprendizado.

A escola, com frequência é a fonte encaminhadora das crianças, uma vez que é no contexto social que a maior parte dos problemas aparecem. Os comportamentos inadequados podem ter diversas causas e em grande parte das vezes, vem acompanhado de problemas na aprendizagem. Muitas vezes, fica difícil detectar o que é causa e o que é consequência porém, sabe-se que a associação de quadros de TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade), quadros ansiosos, fobias, ansiedade de separação e quadros depressivos com as dificuldades na escola é extremamente comum. Além disso, há diversas síndromes que cursam com dificuldades sociais e de desempenho escolar sendo o transtorno do espectro autista bastante frequente.

Todos esses distúrbios necessitam de avaliação e acompanhamento multidisciplinar como psicólogo, fonoaudiólogo ou psicopedagogo e intervenção escolar. Por isso, é de suma importância que se busque ajuda nos casos em que há dúvidas sobre as atitudes de um filho ou os próprios comportamentos e sentimentos, já que, às vezes, a avaliação pode se tornar um alívio.