Fonoaudiologia: Avaliação e Diagnóstico

O Fonoaudiólogo trabalha com os diferentes processos de comunicação humana e seu desenvolvimento, seja na sua recepção (audição e leitura), compreensão (processamento auditivo e interpretação) ou na emissão (fala, voz e escrita), promovendo atividades voltadas à prevenção, orientação, avaliação, diagnóstico e terapia. Os distúrbios de comunicação provocam impacto na vida social e no sucesso acadêmico e ocupacional. Muitos desses distúrbios, como, por exemplo, atraso ou alteração no desenvolvimento da linguagem, dificuldades de fala, dificuldade de aprendizagem da leitura e da escrita, podem ser evitados, minimizados ou remediados com a atuação da fonoaudiologia na área da linguagem oral e escrita.

Na linguagem escrita (recepção, compreensão e emissão), os procedimentos de avaliação buscam investigar os processos cognitivo-linguísticos relacionados à dificuldade, além das variáveis psicossociais e ambientais que podem estar influenciando, por meio da anamnese, que inclui a história de desenvolvimento e da evolução escolar, avaliações, observações clínicas e exames complementares. É importante analisar os padrões de forças e fraquezas acadêmicas e como esses padrões se relacionam com as características cognitivo-linguísticas do paciente. Esse tipo de análise pode envolver a avaliação de leitura, escrita, habilidades metalinguísticas (como consciência fonológica), habilidades de linguagem (compreensão, nomeação, vocabulário, fala), memória, funções perceptuais e motoras, atenção e funções executivas, entre outros.

Tudo isso é realizado a fim de melhor planejar o processo de intervenção, seja preventivo, educativo ou terapêutico, e auxiliam na elaboração das estratégias de intervenção de curto, médio e longo prazo que serão utilizadas durante o processo de atendimento fonoaudiológico.