Contexto Escolar

SAÚDE MENTAL NA ESCOLA

Vem aí mais um curso imperdível da Semear para quem trabalha com educação e com crianças e adolescentes. “SAÚDE MENTAL NA ESCOLA” será ministrado em quatro módulos no mês de novembro e primeira semana de dezembro, na sede da Semear, em Porto Alegre. Nossa ministrante é a psicóloga e pesquisadora Jaqueline Portella Giordani, especializada em temas como desenvolvimento infantil e adolescente, psicologia social, educação inclusiva, aprendizagem e estudos de desenvolvimento social. Atua como psicóloga escolar no colégio de aplicação da UFRGS e é doutoranda no programa de pós-graduação em psicologia da UFRGS, onde é membro do Núcleo de Estudos em Avaliação Psicológica e Psicopatologia.

Você pode participar dos 4 módulos em separado ou fazer o curso completo, com certificado.

5/11Mudanças de comportamento: o que faz parte da adolescência e o que não faz?
A adolescência, como etapa de desenvolvimento, foi compreendida de formas diferentes em diversos momentos e lugares da história humana. Neste módulo, iremos falar sobre as alterações físicas, cognitivas e, especialmente, sobre as mudanças sociais que são típicas (e esperadas nesse período). Com isso, também discutiremos que comportamentos e condições não são esperadas – e podem ser tanto um indicativo de risco para o desenvolvimento quanto de que algo não vai bem em relação à saúde mental do adolescente.

12/11 – Violações de direitos: intervenções possíveis
Pesquisas e dados oficiais indicam que os adolescentes são as maiores vítimas de violência tanto no ambiente familiar quanto na comunidade, quando comparados com pessoas de outras faixas etárias. Neste módulo, falaremos sobre vitimização nessa faixa etária (violência psicológica, física, sexual e negligência) – tanto como identificar que o adolescente está sendo vítima quanto quais as possibilidades de intervenção e encaminhamento caso haja suspeita de violação direitos, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

26/11 – Tristeza ou depressão? Medo ou ansiedade? Alegria ou mania? Como identificar quando algo não vai bem?
Diversos diagnósticos de transtornos psiquiátricos têm sua identificação possível por sintomas apresentados nessa faixa etária. Entretanto, como são esperadas modificações de humor e de socialização na adolescência, pode ser difícil para os profissionais que atuam na escola a identificação de quando um quadro necessita atendimento especializado ou quando é transitório. Neste módulo, discutiremos quais sinais podem ser identificados no comportamento adolescente, como fazer a primeira escuta (ainda no ambiente escolar) e como realizar encaminhamentos de situações que necessitam de avaliação e acompanhamento clínico especializado.

3/12 – Manejo em situações limite: autolesão e ideação suicida
Dados da Organização Mundial da Saúde indicam que o suicídio e a morte acidental por autoagressão são a segunda causa de mortalidade de jovens no mundo. A estimativa é de que até 10% da população adolescente mundial comete algum ato de violência contra si em algum momento da vida. E os dados oficial do Brasil são de que, entre 1980 e 2014, houve um crescimento de quase 30% no índice de suicídio de jovens. Neste módulo será discutida a identificação de comportamentos de risco e as formas mais adequadas de escuta e de encaminhamento. Além disso, falaremos sobre programas escolares que podem ser efetivos para prevenção de comportamentos de risco nessa faixa etária.

Investimento (condição especial de lançamento) para os 4 módulos completos: R$ 240 (estudante de graduação com comprovante de matrícula = R$ 220 (pagamento em até 3x no cartão). Ou valor por cada módulo: R$ 70 (estudante de graduação com comprovante de matrícula = R$ 65)

Fale conosco pelo e-mail contato@semearpsi.com.br, WhatsApp (51) 99281-4499 ou garanta sua inscrição AQUI